Senado argentino rejeita legalização do aborto

Senado argentino rejeita legalização do aborto
4.8 (96%) 10 votos

Os senadores debateram durante mais de 15 horas. 38 votaram contra e 31 a favor da lei que permitiria o aborto até a 14ª semana de gravidez. Atualmente, só não é crime no país o aborto em caso de estupro ou quando a gravidez oferece risco à vida da mãe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui