Polícia pede prisão temporária de cuidadora de médico morto em SP | Primeiro Impacto (21/02/20)

0

A Polícia Civil pediu a prisão temporária da cuidadora do idoso que morreu após passar mal durante uma tentativa de assalto em São Paulo.

O médico infectologista aposentado Murilo de Oliveira Villela, de 93 anos, e a cuidadora Rosa Barbosa, de 28 anos, foram encontradas pela cozinheira do médico, na manhã de quinta-feira (20). Segundo informações, os dois foram achados amarrados. A cuidadora em uma cadeira e o idoso, já morto, na cama do prédio de alto padrão onde morava no bairro do Jardins, na zona oeste. 

Câmeras de segurança registraram o momento em que três homens entraram no condomínio sem invadir o local. Os suspeitos utilizaram uma chave mestra. De acordo com a polícia, a suspeita é de que o crime foi planejado com a participação de uma quarta pessoa.

Após acionar a polícia, as duas testemunhas do crime foram encaminhadas para o 78°DP, no Jardins, aonde prestaram depoimento. A cuidadora Rosa Barbosa permaneceu durante toda a noite no local e teve a prisão temporária decretada na tarde desta sexta-feira (21). A polícia acredita que ela tem participação no crime.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui