Operador financeiro ligado ao PSDB é preso em nova fase da Lava Jato | Primeiro Impacto (19/02/19)

Operador financeiro ligado ao PSDB é preso em nova fase da Lava Jato | Primeiro Impacto (19/02/19)
5 (100%) 5 votos

Paulo Vieira de Souza, operador financeiro ligado ao PSDB, foi preso na manhã desta terça-feira (19), na 60ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Ad Infinitum. Ele é acusado de participar de um sofisticado esquema de lavagem de dinheiro. Paulo Preto, como é conhecido, deve ficar na sede da Polícia Federal, na capital paulista, até sexta-feira (22).

O esquema funcionva da seguinte forma: operadores financeiras faziam o repasse de quantias milionárias para o setor administrativo da Odebrecht. Esses repasses aconteceram entre 2010 e 2011. Eles foram usados em campanhas eleitorais e para pagar propina para políticos e agentes públicos.

Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão em São Paulo, inclusive em endereços ligados ao ex-senador do PSDB Aloysio Nunes Filho, suspeito de receber propina da Odebrecht.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui