Flávio Bolsonaro fala pela 1ª vez sobre quebra dos sigilos fiscal e bancário | SBT Brasil (15/05/19)

0
Votos

O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, falou pela primeira vez sobre a quebra dos sigilos fiscal e bancário dele, determinada pela Justiça do Rio de Janeiro.

Em conversa com Débora Bergamasco, ele negou que esteja tentando impedir a investigação e afirmou que não tem nada a temer: “Eu nunca falei que sou contra a investigação, que estou tentando impedir alguma coisa. Nada disso. O que eu sempre relutei e me causa revolta é a reforma como estão acontecendo as coisas. Estou sendo acusado de ilegalidades e, assim, eu não sou tratado como um brasileiro normal. É uma perseguição implacável”, disse Flávio.

Entenda o caso

A Justiça do Rio de Janeiro autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador Flávio Bolsonaro e do ex-assessor do filho do presidente, Fabrício Queiroz. O pedido, do Ministério Público do estado, foi atendido no dia 24 de abril, mas mantido em sigilo até hoje.

Essa autorização se estende às mulheres dos dois e às duas filhas de Queiroz, além de 88 funcionários que trabalhavam com Flávio na Assembleia Legislativa

O Ministério Público investiga se parte dos salários desses funcionários era repassada a Queiroz, a mando do filho do presidente.

Em fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido do senador Flávio Bolsonaro para suspender as investigações do Ministério Público relacionadas a movimentações financeiras consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

O relatório do Coaf aponta que Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro, movimentou R$ 1,2 milhão durante um ano, valor acima dos rendimentos dele.

Além disso, recebeu 48 depósitos em dinheiro de outros funcionários do gabinete, no total de R$ 96 mil. Os depósitos, sempre no valor de R$ 2 mil, aconteceram no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui